20/07/2006

ENCONTRO DE FANZINEIROS NO RIO GRANDE DO SUL

Há algum tempo, surgiu a discussão de que a internet aposentaria o fanzine. A rede mundial de computadores seria o suporte ideal para difundir textos, imagens e idéias, tal qual faziam os fanzines. O crescimento do número de fotologs é inegável. Mas não decretou a morte dos zines. Uma prova é o Primeiro Encontro de Editores e Adoradores de Fanzines, que vai ocorrer neste sábado em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul.
 
A reunião é organizada pela universitária Aline Ebert, uma adepta do gênero. A proposta é discutir o papel dos "fan magazines" (palavras que deram origem ao nome). Vai haver exposição de trabalhos e uma palestra com o fanzineiro Daniel Villaverde. O encontro é também uma chance de trocar e vender/comprar fanzines.
 
O gênero era uma forma de os artistas se manifestarem à margem das grandes editoras. As histórias em quadrinhos e textos eram feitos numa folha de sulfite. Depois, o material era xerocado e distribuído pelo correio ou de mão em mão. Os grandes eventos de quadrinhos são, ainda hoje, uma ótima chance para divulgação.
 
Os fanzines foram o cartão de visitas de muitos desenhistas. Boa parte do que foi produzido no Brasil foi reunido na Fanzinoteca de São Vicente, a segunda do mundo (a primeira é a Fanzinothèque de Poitiers, na França). O acervo, hoje, está a cargo de uma associação de artistas, que procura uma nova sede para guardar o material. No campo teórico, três livros abordaram o fenômeno: "Fanzine" (de Edgard Guimarães), "O Rebuliço Apaixonante dos Fanzines" e "A Nova Onda dos Fanzines" (ambos de Henrique Magalhães). As três edições são da Marca de Fantasia e só são encontradas no site da editora (www.marcadefantasia.com.br).
 
SERVIÇO
Primeiro Encontro de Editores e Adoradores de Fanzines. Quando: sábado, 22.07. Horário: 14h. Local: Biblioteca Municipal Olavo Bilac. Endereço: Praça Vinte de Setembro, centro de São Leopoldo, Rio Grande do Sul.

Escrito por PAULO RAMOS às 19h46
[comente] [ link ]

05/07/2006

UMA TIRA VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS

Autor: Caco Galhardo.

Escrito por PAULO RAMOS às 12h42
[comente] [ link ]

[ ver mensagens anteriores ]